Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

Skip Navigation Linksconcessao

A concessão

A BH Airport nasceu com um grande desafio: atender de forma plena e eficiente a demanda de passageiros que não para de crescer em todo o país. Em novembro de 2013, o governo federal realizou o leilão para a concessão do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, por um período de 30 anos. O consórcio integrado pelo grupo CCR e Zürich airport foi o vencedor ao apresentar a melhor proposta com ágio de 66% em relação ao valor mínimo estabelecido.

O projeto de modernização, ampliação e manutenção do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte prevê investimentos consideráveis para os 30 anos de concessão. A BH Airport conta com a experiência de seus acionistas para transformar o Aeroporto em uma verdadeira "cidade aeroportuária" e que esteja verdadeiramente pronto para o mundo.

Ao oferecer mais conforto, segurança, além de diversas facilidades, a BH Airport quer garantir a melhor experiência de viagem aos seus passageiros por meio da excelência da prestação de serviços.

A BH Airport acredita que o instrumento da concessão é essencial para minimizar os gargalos de infraestrutura do país e confia nos bons resultados da parceria entre governo e iniciativa privada em prol do desenvolvimento econômico e social.

O propósito da BH Aiport é proporcionar a melhor experiência em aeroportos no Brasil, valorizando a cultura mineira, sendo a melhor escolha das companhias aéreas e gerando resultado sustentável.

Acionistas

A BH Airport é uma sociedade de propósito específico (SPE) formada pelo grupo CCR - um dos maiores grupos de concessão de infraestrutura da américa latina -, e Zürich Airport, operador aeroportuário internacional de Zurique, na Suíça, com 51% de participação, além da Infraero, que detém 49%.

Sobre a CCR

CCR

Fundado em 1999, o grupo CCR controla 3.284 km de rodovias nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Mato Grosso do Sul. Participa do controle acionário da Concessionária Viario, responsável pela construção e operação do corredor expresso transolímpica, no Rio de Janeiro. O grupo CCR atua ainda em negócios correlatos e detém participação de 34,25% na STP, que opera o serviço de cobrança automática de pedágios e estacionamentos. Está também presente no segmento de transporte de passageiros por meio das Concessionárias Viaquatro, CCR barcas e CCR Metrô Bahia, além da participação na concessão do VLT carioca (veículo leve sobre trilhos), que interligará a região portuária e o centro do Rio de Janeiro.

Em 2012, o grupo iniciou a atuação no setor aeroportuário por meio de participações nas concessionárias que operam os aeroportos internacionais de Quito (Equador), San Jose (Costa Rica) e Curaçao (Caribe). Comprometida com o desenvolvimento sustentável, a CCR assinou o Pacto Global da ONU e faz parte da carteira teórica do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa

Sobre a Infraero

Infraero

Fundada em 1973, a Infraero é uma empresa pública, vinculada à Secretaria de Aviação Civil (SAC) da Presidência da República do Brasil. A empresa administra, investe em infraestrutura e opera 61 aeroportos, 75 Estações Prestadoras de Serviços de Telecomunicações e de Tráfego Aéreo e 32 Terminais de Logística de Carga.

Em 2014, seus aeroportos registraram 131,6 milhões de embarques e desembarques. Administra desde grandes aeroportos até alguns tão pequenos que ainda não recebem voos comerciais regulares, mas cumprem a função de representar a soberania nacional em áreas longínquas e de fronteira. A Infraero detém participação acionária de 49% nas concessionárias (Sociedade de Propósito Específico - SPE ) que administram os aeroportos de Guarulhos e Viracopos (SP), Brasília (DF), Belo Horizonte (MG) e Galeão (RJ).

Sobre a Zurich

Governança societária

Relatório de serviços