Aeroporto Internacional de Belo Horizonte completa cinco anos de concessão com reconhecimento internacional

Gestão da BH Airport é marcada pela evolução na prestação de serviços aos passageiros e usuários

O Aeroporto Internacional de Belo Horizonte completa, nesta segunda-feira (12), cinco anos sob a concessão da iniciativa privada marcados pela transformação da infraestrutura que permitiu torná-lo referência nacional e internacional na qualidade da prestação de serviços aos passageiros e usuários. Ao mesmo tempo, o aeroporto começa a consolidar-se como um importante instrumento de desenvolvimento econômico e social do Estado.

Ao longo destes cinco anos, foram registrados mais de 500 mil pousos e decolagens, passaram pelo aeroporto mais de 52 milhões de passageiros, além de uma movimentação superior a 150 mil toneladas de cargas. O total de investimentos foi superior a R$ 1 bilhão na ampliação e modernização das instalações e a área total dos terminais passou de 80 mil para 136 mil m². Além da ampliação da área foram implantadas melhorias como novo acesso viário, aumento do número de vagas de estacionamento, ampliação e nova configuração do pátio de aeronaves.

Em operação desde janeiro de 2017, o novo terminal oferece infraestrutura adequada para sustentar a movimentação de 22 milhões de passageiros por ano. A obra foi concluída dentro do prazo previsto, em apenas 14 meses. Atualmente são realizados, a partir do Aeroporto, voos para 46 destinos, incluindo quatro internacionais.

Na área comercial, o número de pontos de venda (varejo, alimentação e serviços) mais do que dobrou, passando de 65 para 132.

"Desde que assumimos as operações do Aeroporto, em 2014, assumimos um compromisso de longo prazo com Minas Gerais. Acreditamos que o Aeroporto pode se tornar, cada vez mais, um importante indutor do desenvolvimento econômico e social do Estado, ampliando a geração de empregos e renda", afirma Marcos Brandão, diretor-presidente da concessionária BH Airport.

A exemplo de outros grandes aeroportos do mundo, a concessionária BH Airport vem desenvolvendo um planejamento para os próximos 25 anos de concessão, que prevê novos projetos que permitam o fortalecimento do turismo em Minas por meio da utilização do ambiente do aeroporto como espaço para grandes eventos esportivos e culturais.

Além disso, a área de logística de cargas adotou um novo conceito para aproveitar o potencial de transporte de mercadorias e produtos e ampliar a participação da logística de cargas nos negócios da concessionária BH Airport. O potencial é estimado em US$ 1 bilhão em exportações e US$ 2 bilhões em importações.


Sala VIP

Para oferecer a melhor experiência de viagem aos passageiros, o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte inaugura, em setembro, duas salas VIP, nos terminais doméstico e internacional, que vai ampliar a oferta de serviços qualificados. Fruto de uma parceria com a Ambaar Lounge, que também opera os lounges do Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP), os Vip Lounges contam com mais de cinco ambientes para atender diferentes expectativas e cada área foi cuidadosamente projetada atender a necessidade dos usuários utilizando elementos que valorizam a cultura de Minas Gerais e foco no design contemporâneo.


Eventos

Depois de investir na modernização e ampliação da infraestrutura, o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte vem adotando novas iniciativas para tornar a área do sítio aeroportuário um espaço de lazer e entretenimento com a realização de eventos esportivos inéditos e contribuir para o fortalecimento do turismo na região. A estratégia ganhou força, a partir de novembro do ano passado com a realização da primeira corrida noturna na pista de pousos e decolagens. A corrida atraiu mais de 1 mil atletas amadores em dois circuitos de 5,5k e 10k. A segunda edição da corrida está prevista para setembro.

O sítio aeroportuário foi também escolhido para abrigar etapas do do Campeonato Mineiro de Motocross, em maio, e a final da competição, prevista para outubro. No mês passado, fãs de corrida e mountain bike participaram de circuitos exclusivos, em um cenário diferenciado e integrado à natureza.
Aeroporto Indústria - Outro projeto importante que deve começar a operar nos próximos meses é o Aeroporto Indústria. O objetivo é que esta área seja voltada principalmente à instalação de empresas nos segmentos que utilizam insumos importados, produzam bens de alto valor agregado, com foco em exportações e que utilizam o modal aéreo. Entre as vantagens do Aeroporto Indústria está o regime especial de importação e exportação (importam insumos e exportam produtos acabados com benefícios fiscais), maior agilidade logística e redução de custos.


Reconhecimento

Este ano, o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte conquistou também o Prêmio Airport Service Quality (ASQ) 2018 de melhor aeroporto na América Latina e Caribe, concedido pelo Airports Council International (ACI) World organização representativa dos aeroportos em todo o mundo. Em 2017, o ACI já havia conferido ao Aeroporto o prêmio do que mais evoluiu na Qualidade de Prestação de Serviços na América Latina e Caribe.

Além disso, o aeroporto foi o primeiro no Brasil a ser reconhecido pelo esforço em identificar as fontes de emissões de gases de efeito estufa, considerados os principais responsáveis pelo aquecimento global. A acreditação de emissões de carbono, nível 1 (mapeamento) foi concedida também pelo ACI. E, em junho deste ano, a concessionária recebeu da Verde Ghaia o Prêmio Compliance Brasil 2019, pela Excelência em Gestão Integrada de Saúde e Segurança Ocupacional, Qualidade e Meio Ambiente.
Ao chegar ao quinto ano de operações à frente do Aeroporto, a BH Airport reafirma o compromisso de consolidar o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte como a principal porta de entrada de Minas, além de conectar pessoas, destinos, promover negócios e contribuir para o desenvolvimento econômico e social do Estado.