Política de Segurança Operacional e gestão integrada

A BH Airport, concessionária responsável pela gestão do Aeroporto Internacional Tancredo Neves / Confins, assume o seu comprometimento com a Qualidade, o Meio Ambiente, a Saúde e Segurança Ocupacional, AeropoRtuária e Operacional e com a Sustentabilidade do Negócio, por meio dos seguintes compromissos: 

 

  • Cumprir as exigências contratuais definidas pelo órgão regulador, assim como os requisitos legais aplicáveis ao negócio;
  • Desenvolver e melhorar continuamente seus macroprocessos de negócio, gestão e de apoio, objetivando mitigar e/ou eliminar os riscos relacionados a prevenção da poluição, lesões pessoais, doenças ocupacionais, a Segurança Operacional, aeroportuária e corporativos;
  • Gerenciar as mudanças organizacionais que possam influênciar na Segurança Operacional;
  • Disponibilizar os recursos financeiros e humanos necessários para planejar, prevenir, controlar e mitigar riscos a fim de garantir a sustentabilidade do negócio, a Segurança Operacional e aeroportuária, o controle dos aspectos e impactos ambientais incluindo a redução das emissões de carbono, os perigos e danos ocupacionais, operacionais e riscos corporativos, além de comunicar aos órgãos competentes as ocorrências relevantes, sempre que necessário;
  • Buscar a excelência nos serviços prestados no complexo aeroportuário, incentivando sempre a melhoria contínua de seus processos, a adoção das melhores práticas nos mercados doméstico e internacional;
  • Valorizar o desenvolvimento profissional dos seus colaboradores e incentivar que os mesmos se comprometam com o Sistema de Gestão Integrada, a Segurança Operacional, a Segurança Aeroportuária e a mitigação dos riscos corporativos;
  • Otimizar o retorno do capital investido por meio da busca legítima de resultados e da promoção do desenvolvimento sócio econômico do Estado de Minas Gerias e do Brasil;
  • Encorajar os colaboradores a identificarem ações caracterizadas como inseguras e/ou não conformes, de forma a contribuir com a Segurança Operacional, Aeroportuária e Ocupacional, garantindo a proteção e preservação dos autores dos relatos;
  • Construir parcerias entre a iniciativa privada, sócios operadores de aeroportos com experiência internacional e partes interessadas para o desenvolvimento do setor de infraestrutura aeroportuária brasileira, considerando uma relação comercial de benefício mútuo;
  • Divulgar e garantir a aplicação desta Política para todas as partes interessadas.