Seguindo os padrões e melhores práticas da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), a BH Airport foi declarada pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) como um Aeroporto de Interesse (nível 2, ou Facilitado").

Isso significa que a partir de 30/10/16 os voos que operam no Aeroporto irão seguir os procedimentos previstos pelo Worldwide Slots Guideline, um guia com melhores práticas da IATA para gerenciamento dos horários de pouso e decolagem.

Com a mudança, os processos de inclusão, alteração e exclusão de voos no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte tornam-se mais rápidos e transparentes.

A principal mudança é a gestão dos horários de utilização da pista - que antes era realizado pelo Centro de Gerenciamento de Navegação Aérea - CGNA - e a partir dessa data passa a ser realizada pelo próprio aeroporto.

Os horários de pouso e decolagem passam a ser gerenciados por temporada. A Temporada de Verão (Summer) vai de março a outubro e a Temporada de Inverno (Winter) ocorre de outubro a março do ano seguinte.

Dessa forma, é mais simples evitar a reserva de infraestrutura e conhecer os voos que efetivamente irão ocorrer, fato menos concreto com o processo anterior, baseado em Horários de Transporte (HOTRAN).

A CADA NOVA TEMPORADA, O NOVO PROCESSO CONTARÁ COM 10 ETAPAS, CONFORME DESCRITO A SEGUIR:

  1. Divulgação da Declaração de Capacidade
    A BH Airport divulgará a declaração de capacidade do AIBH em seu website.
  1. Divulgação da lista de histórico (SHL)
    A BH Airport irá determinar a historicidade dos movimentos baseada na programação operada no AIBH na temporada equivalente anterior. Com a identificação destes movimentos, os detalhes do histórico serão disponibilizados para todas as companhias aéreas em formato SHL.
  1. Validação dos históricos de slots (AHD)
    As empresas aéreas devem validar a SHL, indicando quaisquer divergências à BH Airport. Estas divergências serão discutidas entre a BH Airport e a empresa aérea, sendo cada horário tratado individualmente.
  1. Submissão inicial
    Todas as empresas aéreas devem enviar suas solicitações (incluindo históricos acordados e novos horários), tanto para voos regulares de passageiros como de carga, à BH Airport. A BH Airport recomenda que seja informado o status do histórico (histórico/ampliação da oferta para o ano/mudança no histórico, novo voo...) de todos os voos em um campo adicional durante a submissão inicial. Será considerado histórico o voo que mantiver sua frequência, horários de chegada/partida e número de assentos.
  1. Divulgação da Alocação Inicial (SAL)
    A BH Airport deve confrontar todas as solicitações de horário e identificar períodos em que tais solicitações excedam a capacidade declarada. Os horários nessas condições serão alocados por critérios de prioridades. Todas as empresas aéreas serão informadas sobre quaisquer alterações de horários em seus voos.
  1. Conferência Internacional de Slots (SC)
    Durante a SC, as empresas aéreas que operam voos no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte poderão discutir movimentações nos horários alocados, realizar trocas entre companhias e rever horários anteriormente negados. Caso a BH Airport não participe presencialmente da SC, todos os ajustes poderão ser feitos por mensagens, sendo que o Aeroporto se compromete a responder as mensagens recebidas o mais rapidamente possível, dentro das limitações de fuso horário (quando houver).
  1. Devolução de slots (SRD)
    De acordo com o calendário de facilitação, nesta fase as empresas aéreas devem devolver à BH Airport os horários que não serão operados durante a temporada.
  1. Conferência Nacional de Slots (SCB)
    Na SCB, as empresas aéreas poderão rever a solicitação de horários antes negados, trocar horários entre empresas, devolver e negociar novas alocações de horários.
  1. Divulgação da Base de Referência (BDR)
    A Base de Referência, programação de voos resultante das etapas anteriores, é divulgada a todas as empresas aéreas. Essa base será referência para gerenciamento dos horários na temporada equivalente no ano seguinte.
  1. Vigência da Temporada
    No período de vigência da temporada, os voos constantes na Base de Referência e suas eventuais alterações serão operados pelas empresas aéreas e monitorados pela BH Airport. Importante ressaltar que após a divulgação da BDR serão aceitas modificações nos horários alocados, bem como devoluções e solicitações de novos horários. Porém, esses ajustes não serão incorporados à Base de Referência, ou seja, não serão priorizados os voos que forem solicitados pós-BDR.